30 de jun de 2009


Junte placas de carros, cristais Swarovski, alças de borracha reciclada e muita criatividade. Sabe o que você tem?! Uma série de bolsas femininas totalmente diferentes. Criações da Littlearth, são dezenas de modelos disponíveis no site.



Por US$ 250,00 cada.


Para os nerds de plantão, uma forma inusitada de decorar a tabela peródica... A cortina é vendido na ThinkGeek por $30.


Para você que fica entediado facilmente durante reuniões, a Maze Pen é uma boa distração. Trata-se de uma caneta esferográfica comum com um labirinto interno de bolinhas de ferro. O objetivo é levar todas as bolinhas de uma ponta a outra. Custa apenas U$1,99.


Esse anúncio em um ponto de ônibus em Hamburgo, Alemanha, muda se tiver gente olhando para ele. Usando tecnologia de detecção dos olhos, a foto do homem batendo na mulher vira uma foto do casal feliz quando alguém olha. O anúncio diz: “Só acontece quando ninguém está olhando”.

(via Vorkurs)
Lixo Patrocinado

A TerraCycle é a companhia responsável pelo conceito de 'lixo patrocinado'. Fundada em 2002 pelo húngaro Tom Szaky, a empresa desenvolveu um portfolio de produtos reciclados, que depois são vendidos em grandes redes de supermercado, como WalMart e Home Deport. Hoje ela tem parcerias de coleta e produção de bolsas, mochilas, vasos, carteiras e outros adereços com mais de 20 indústrias, como Kraft, Mars, Ben & Jerry e Pepsico.

A estratégia do 'lixo patrocinado' começou em 2007 quando Gary Hirshberg, fundador e presidente da Stonyfield Farm, líder em iorgutes orgânicos nos Estados Unidos, queria uma solução para os potes de plástico descartados da marca. Os potes foram transformados em vasos para plantas.

A grade sacada da TerraCycle, enfim, foi criar um modelo de negócios sedutor tanto para grandes empresas como para consumidores em tempo de aquecimento global. No caso das grandes empresas, ela consegue emprestar uma imagem sustentável a um risco baixo. O único investimento que uma grande indústria tem que fazer é patrocinar pontos de coleta das embalagens. Boa parte do acabamento dos produtos finais está terceirizada para indústrias mexicanas - e é bancada integralmente pela TerraCycle


Para recolher em todo o território americano as embalagens descartadas que usa para fabricar muitos de seus produtos, a TerraCycle criou o que batizou de 'brigadas'. Na prática, são pessoas de todas as idades que, cadastradas numa escola, numa igreja ou numa ONG, recebem da empresa uma bonificação simbólica de alguns centavos de dólar por embalagem que coletam e enviam gratuitamente pelo correio para a sede da companhia. Atualmente, a TerraCycle tem cerca de 30 mil brigadas no país.


A empresa está chegando ao Brasil, na sua primeira incursão fora dos Estados Unidos, graças a uma parceria com a Pepsico. Incialmente, a proposta é reciclar embalagens que forem descartadas nas fábricas. A confeccção de artigos como mochilas, bolsas e carteiras, está a cargo de 100 costureiras da Solidarium, empresa com sede em Curitiba que apoia microempreendedores.

(Referência: Exame)

29 de jun de 2009

Revistas on demand

Para todos que já sonharam em criar sua própria revista em cores lustrosas dedicada a um hobby, como fotografia ou viagem, os altos custos e a inconveniência da impressão representavam uma grande barreira. Gráficas tradicionais cobram milhares de dólares adiantados para ligar as máquinas e imprimir uma centena de cópias de uma revista.

Com um novo serviço na web chamado MagCloud, a Hewlett-Packard espera tornar a produção de uma revista mais fácil e barata do que fazer fotocópias em uma loja local. Aspirantes a editor precisam cuidar de sua própria redação e trabalho de design, enviando um arquivo em PDF de sua criação pela internet para os arquivos do MagCloud. A HP delega os serviços de impressão a parceiros espalhados pelo mundo e cuida da cobrança e da entrega para as pessoas que encomendam a revista.


O serviço já está produzindo mais de 300 revistas sobre os mais diversos assuntos, de fotografia e música a história aeroespacial. São publicações de nicho como a Alive Magazine, uma revista feminina cabeça que vende apenas 100 exemplares e a inglesa Film & Festivals, que fala sobre cinema independente.

O serviço custa o equivalente a R$ 0,44 por página.
Papergirl Street Art Project

Um grupo de artistas desenvolveu uma estratégia criativa para difundir a arte entre os moradores de Berlim. Uma vez ao ano, eles se reúnem para percorrer a cidade de bicicleta e distribuir aleatoriamente rolos com obras de arte, sem qualquer tipo de cobrança.


Para o grupo de artistas, o “acaso” é parte fundamental da iniciativa, desde a escolha das peças que irão compor cada rolo até as entregas aleatórias pelas ruas da capital alemã. Enviados por mais de 70 artistas de 9 países, as obras não têm padrão ou formato definido. Podem ser originais, cópias, fotografias e ninguém define como serão agrupadas. Não existem regras. Formados por 15 peças diferentes, cada rolo entregue constitui-se em um objeto único.


Além disso, também não existem assinantes. As casas e pessoas são escolhidas na hora da entrega. De bicicleta, os artistas não têm tempo para pensar qual rolo será deixado em cada lugar. Para os articuladores da ação, é preciso reagir espontaneamente. “Entregar os trabalhos de bicicleta significa que não temos tempo para escolher onde deixaremos os rolos”, explicam no site do projeto.

Eles afirmam que a ideia básica é surpreender o público, colocando as pessoas em contato com a arte de uma maneira diferente. O impulso inicial aconteceu em 2005, quando o governo alemão tornou mais rígidas as regras para colar pôsteres e cartazes em lugares públicos - o que nos faz pensar que o projeto naturalmente poderia ser aplicado em São Paulo, já que se encaixa no mesmo contexto.

Os artistas definem o PaperGirl como uma ação colaborativa não-comercial e resumem no lema do projeto sua principal motivação: “Qualquer um que pega um rolo é sortudo e dinheiro não pode comprar sorte.”

Confira um vídeo das entregas nas ruas de Berlim:



(Referência: Cool Hunting)

28 de jun de 2009

Você está procurando um emprego e o pessoal de RH não consegue entender quão genial você é?

Inove no currículo e mostre suas habilidades especiais e experiência em infográficos super estilosos, como esses geniais CVs de designers. Conheça-os no HP Spot e inspire-se.

Mas espere! Ouse por sua conta e risco!



(via Gizmodo)


O professor de Harvard David Edwards criou o Le Whif, o primeiro chocolate feito para ser inalado.

O Le Whif tem o formato e tamanho de um batom e espirra através de um spray o chocolate que você preferir – tem chocolate com menta, chocolate com framboesa, chocolate com manga e chocolate tradicional mesmo.

Uma forma incrível de driblar a fome, já que as partículas de chocolate possuem menos de 1 caloria. O pacote com 6 refis variados custa 9,95 euros.

26 de jun de 2009

A dança da sustentabilidade


A sustentabilidade está cada vez mais associada a divertimento. A prová-lo, surge o conceito de Sustainable Dance Floor. Este conceito vem revolucionar a diversão noturna, aliando a performance ambiental à dança. Com o lema People – Planet - Party, o conceito pretende criar clubes noturnos com pistas de dança onde se empregue uma tecnologia que permita a produção de energia através do movimento do corpo, levando os eventos a uma nova dimensão.

Como funciona? O Sustainable Dance Floor é uma fusão entre a eletrônica, softwares e materiais inteligentes e duráveis. Consiste em módulos que medem 65 x 65 cm cada um, com mobilidade de 1 cm na vertical quando alguém dança sobre eles. Esses movimentos são transformados por um motor em eletricidade. Cada pessoa pode produzir entre 2-20 Watts, dependendo do seu peso e atividade na pista de dança.



A energia gerada é utilizada para iluminar o chão de maneira interativa. O chão exibe diferentes níveis de cores em função da intensidade energética, gerando uma experiência visual única.

A tecnologia, desenvolvida na Holanda pela Universidade de Delft em setembro do ano passado, vem sendo aperfeiçoada para permitir a utilização da energia para outros fins, como, por exemplo, fornecer energia ao clube.

Disponível para qualquer clube através de versões definitivas ou versões móveis, destinadas a festas isoladas. A sua construção modular permite também que o chão seja disponibilizado em várias dimensões.
Confira no vídeo uma amostra do potencial da tecnologia em um clube de Rotterdam.



(via Obvious)

25 de jun de 2009


Bem bacana esse recurso que a banda Cold War Kids disponibiliza para seus fãs, ou curiosos. Você basicamente vai ativando quais instrumentos quer ouvir, fazendo com que cada música seja única.Faça sua música, vai lá!
In God we trust. In change we believe.


O projeto “Dollar ReDe$ign” está aberto a todos que queiram redesenhar o dólar americano. Eles contam com a ajuda de diversos artistas e aceitam novas sugestões de design. Tem uma idéia de desenho para as notas?

Clique aqui e acesse o site.
Você sabe qual é o seu consumo de açúcar por dia?

Foi exatamente pelo fato da maioria da população não fazer idéia disso que criaram o site Sugar Stacks. Eles pegaram vários alimentos que fazem parte do nosso cotidiano, como energéticos, bebidas, doces, e representaram o açúcar que eles contém com cubinhos brancos.

E aí? Dá para se imaginar comendo 10 cubos de açúcar de uma só vez? Pense bem se você não acabou de fazer isso sem saber. Apenas uma lata de Coca-Cola pode conter toda essa quantidade de açúcar, ou seja, 39 gramas.



Fica a dica pela curiosidade, mas sem paranóias, hem?!

Trourist é uma nova rede social, ainda em fase private beta, que se propõe a ser um facilitador do planejamento de futuras viagens através do compartilhamento de experiências entre os usuários. A grande jogada do serviço é fugir dos lugares comuns sugeridos por guias e agentes de viagens e descobrir aquele restaurante escondido em uma determinada travessa ou aquela praia deserta ou ainda aquela loja cujas peças são exclusivas...

Confira no excelente vídeo de apresentação abaixo como o Trourist promete ser uma mão na roda, principalmente, para mochileiros:


24 de jun de 2009


Casos de desentendimentos e até mesmo de agressões físicas entre celebridades e seus paparazzi são corriqueiros. O surpreendente é que, ao mesmo tempo que boa parte dos famosos sonha com um único dia de paz, há anônimos loucos para serem perseguidos por um mar de fotógrafos e terem sua privacidade escancarada. Atenta a esse fenômeno, a empresária americana Tania Cowher abriu a agência de paparazzi privados Celeb4aday e desencadeou o crescimento de um tipo de serviço, no mínimo, curioso.

Funciona assim: o anônimo que sonha em ser famoso entra em contato com a agência e passa seu itinerário do dia. Ao chegar ao local combinado, um café, um restaurante ou um clube, por exemplo, o contratante é recepcionado por jornalistas – de mentira, claro – e é fotografado e entrevistado à exaustão. Mas a fama tem seu preço. Para poder viver esse momento de glamour e holofotes, o cliente desembolsa uma média de US$ 2.500 por um pacote de quatro horas de duração, dependendo da cidade. De brinde, ganha foto estampada numa capa de revista, de mentira também.

Fundada em novembro de 2007, em Austin, no Texas, a Celeb4aday é sucesso absoluto e já possui filiais em Los Angeles, São Francisco e Nova York.

A agência deixa claro que seus fotógrafos não fazem perseguições arriscadas de carro e que, se o pseudofamoso se atrasar, será cobrada uma taxa de US$ 50 a cada 25 minutos.

É mole?!

Desenvolvido pela Social Way, agência de marketing especializada no terceiro setor, o Brechó Social é um “e-commerce social” com a função de efetivar a venda de objetos doados exclusivamente por personalidades, com renda revertida para as ONGs.


Os itens mais cobiçados do site, que acaba de entrar no ar, são a camisa que o craque Ronaldo do Corinthians usou no jogo da final do campeonato paulista de 2009, contra o Santos no Pacaembu, por R$ 40.000,00; e o vestido usado pela modelo Gisele Bundchen em 2000 no antigo Morumbi Fashion Brasil, logo depois de ela ganhar o prêmio de “Modelo do Ano” pela revista Vogue, por R$ 9.750,00.

Outras personalidades de destaque que participam do projeto atualmente são Ben Harper, Christian Louboutin, Marcelo Rosenbaum, Fernando Meirelles, Washington Olivetto, Carolina Ferraz, Juliana Paes e até mesmo a banda Iron Maiden.

Várias ONGs estão cadastradas como beneficiárias do projeto, como Afroreggae, Fundação Jovem Profissional, Clube das Mães do Brasil e Instituto Ayrton Senna.

O valor é fixo. Comprou, levou.
Grande iniciativa!

23 de jun de 2009

Newsgames - Veículos do mundo todo estão cada vez mais atentos a esse novo formato de comunicação digital


Salvar o mundo de terroristas, lançar tortas na cara de personalidades ou fazer o jogador Ronaldo, o 'Fenômeno', correr até perder peso. Esses são alguns exemplos de acontecimentos do cotidiano que viraram jogos para computador, os conhecidos newsgames ('jogos-notícias'). Entre os mais recentes estão o 'Shoes at Bush', em que o jogador deve tentar acertar o ex-presidente americano, como ocorreu no famoso episódio com o jornalista iraquiano.


O 'Rihana's Revenge', outro jogo recente, permite esmurrar o ex-namorado da cantora, Chris Brown, acusado de tê-la agredido. E o brasileiríssimo 'Padre Voador' continua sendo bastante procurado. Nesse newsgame, o jogador deve eliminar obstáculos para que o religioso plane sossegadamente com seus balões.


De política a celebridades, os newsgames se popularizaram por toda web, basta existir uma notícia de relevância para virar animação. Um dos maiores projetos desenvolvidos na área é o Croopier, uma plataforma de jogos online que tem como fonte de inspiração notícias de interesse social. Semanalmente novos jogos são publicados sobre paraísos fiscais, eleições políticas, guerras e o dia-a-dia das celebridades. O projeto é administrado por designers americanos e representa um importante trabalho de pesquisa sobre comunicação e novos formatos narrativos.
Ao que tudo indica, não se trata de uma simples ferramenta de entretenimento, mas de uma mudança na comunicação digital. A taxa de retenção de informação em um newsgame, segundo Howard Finberg, um dos diretores do Poynter, um dos principais sites sobre jornalismo online do mundo, é de 70 a 80%, enquanto em um meio com texto e algum elemento multimídia – áudio ou vídeo – é de apenas 50%. O que está em jogo, portanto, é uma nova forma de produção e circulação de notícias.


Esse conceito de 'newsgame' surgiu em 2003 nos Estados Unidos, quando portais de notícias começavam a experimentar novos formatos de informação, e vem se disseminando sobretudo nos períodos eleitorais, como aconteceu no ano passado. Foi quando a MSNBC lançou o Race to Whitehouse, onde dois animais – um elefante [republicanos] e um burro [democratas] – tentavam chegar à Casa Branca e no meio do caminho iam arrecadando dinheiro. Foi também quando a CNN colocou no ar o Presidential Pong, onde o internauta jogava tênis com os pré-candidatos à presidência dos EUA. E, finalmente, quando o USA Today lançou o Candidate Match Game, um jogo que ajudava os eleitores indecisos a escolher o seu pré-candidato às eleições.


O Brasil já tem uma produção diversificada de animações interativas. O primeiro newsgame brasileiro foi 'Nanopops Políticos', em que o jogador deve acertar o nome do personagem político por meio da imagem. Em 2008, o portal mineiro UAI, por sua vez, lançou um jogo em que o internauta dava sua opinião sobre as características dos candidatos à prefeito, relacionando temas de interesse do município - no fim do jogo, o eleitor verificava qual político tinha o pensamento mais próximo com o dele.


O Estadão marcou um verdadeiro gol de placa ao lançar, há poucos dias, o Desafio de Craques, um dos newsgames mais interessantes e produzidos hoje na web brasileira. Desafio de Craques nada mais é do que um Super Trunfo de atuais ou antigos ídolos do futebol nacional. Ao todo, são 48 cartas, mostrando o desempenho de jogadores durante a história Campeonato Brasileiro, que oficialmente começou em 1971.


Entre as produtoras pioneiras na área destacam-se a Persuasive Games, a Serious Games e a Newsgaming.

22 de jun de 2009


Amantes das artes gráficas e design, este é para lavar a alma! Um sabonetão com letras tridimensionais com se fosse uma grande peça cheia de tipos prontos para irem para a prensa.

Com fontes e sinais de vários tamanhos, ele é perfeito para banheiros e lavabos de qualquer agência, estúdio ou redação de jornal. Pequenos, cada um mede cerca de 6,3 x 6,3 cm e o preço é digno de uma impressão de altíssima qualidade: 11 dólares!

Compre aqui


O potencial do Twitter como ferramenta de marketing já atraiu diversas empresas no mundo todo. Desta vez, porém, um internauta descobriu uma nova utilidade para o microblog. Sem conseguir vender sua casa localizada em Cheltenham, na Inglaterra – avaliada em 800 mil libras (R$ 2,5 milhões) –, o britânico Tim Bawtree decidiu doar o imóvel a um usuário do Twitter.

A boa ação, no entanto, vai depender de uma jogada publicitária. A doação acontecerá apenas se ele atingir uma soma “razoável” em vendas de anúncios da página criada especialmente para a iniciativa . Ele pretende comercializar ao menos 90% dos 10 mil espaços disponíveis em sua página – o preço mínimo é de 200 libras (R$ 630). Se conseguir vender tudo, Bawtree vai arrecadar no mínimo 1 milhão de libras, mais do que o valor do imóvel. Para os anunciantes, a vantagem é aproveitar a audiência que a iniciativa irá atrair.

Chamada de Underground House , a casa tem 70% de área construída no subterrâneo, com design ecologicamente correto, e conta com três quartos, sendo uma suíte master com closet, salas de estar, jantar e cozinha integradas em um grande ambiente, sala de cinema, spa, jardins suspensos....Qualquer pessoa maior de 18 anos que seguir o Twitter da Pixhome já estará automaticamente participando da promoção que escolherá o ganhador em outubro.

(Fonte: Daily Mail)

20 de jun de 2009


Da série 'Por que não pensei nisso antes?'

Em 2007, os irmãos Levy e Rafael Gasparian viram uma oportunidade para transformar em negócios o talento para DJs com que ambos ganhavam a vida animando festas no Rio de Janeiro. Eles convidaram o amigo Pedro Salomão e juntos criaram a Rádio Ibiza para sonorizar o ambiente em lojas e escritórios.

Em pouco tempo, shopping centers e redes de alimentação, como Pizza Hut, Spoleto e Outback, foram atraídos pela possibilidade de trocar o som das FMs tradicionais por uma rádio exclusiva, mais de acordo com o perfil de seus consumidores.

Hoje, essas empresas estão entre os 150 clientes que a Rádio Ibiza já conquistou em menos de dois anos.

(via Exame PME)

AfterGlow é o nome de um sistema bastante simples, mas de grande usabilidade para professores e palestrantes que fazem com frequência apresentações em Powerpoint.

Esse apontador laser «escreve» literalmente em cima da apresentação, podendo assim exemplificar de melhor forma o que se está tentando transmitir via conversação.

O sistema é composto por um pequeno projetor, o apontador laser e uma espécie de webcam que terá de estar conectada ao PC. Após ativar o laser, que também tem funções de mouse, podendo navegar perfeitamente na apresentação, a webcam faz um mapeamento da tela e consegue assim decifrar os movimentos que o usuário executa, projetando assim todas as suas ações com o apontador como se fosse uma caneta em um papel.

Custa US$ 1980 na Amazon

19 de jun de 2009

O Livro Vivo



Imagine um livro que nunca acaba de ser escrito, onde pessoas anônimas ou não contribuem de forma totalmente espontânea para esse conteúdo, fazendo apenas aquilo que sempre fizeram, ou seja, comentando o que amam ou o que odeiam. Essa é a proposta do primeiro livro vivo do mundo, genial ação de marketing criada pela agência DM9DDB para a Editoras online, cuja proposta inicial era criar um “livro como a internet”, que só pudesse ser encontrado na página da livraria, que reúne as principais editoras do país.

Tudo começa no Twitter, onde as pessoas postam mensagens que, de alguma forma, refletem um instante de amor ou de ódio. O site criado especialimente para a ação exibe estas twittadas em tempo real, e as melhores, são transformadas em adesivos com QRCodes - matriz ou código de barras bi-dimensionais - que, por sua vez, são colados em vários pontos da cidade de São Paulo.



Os pedestres que encontram esses adesivos podem decodificá-los utilizando qualquer aparelho de celular com câmera, que os levará para uma página WebMobile com um instante de amor ou de ódio que um usuário qualquer postou no Twitter.

São 100 frases de amor, 100 de ódio. Em intervalos de 7 dias, os QRCodes remetem a novas páginas. Ou seja, o livro não envelhece nunca. É um livro que nunca para de ser escrito. Uma fatia dessas twittadas codificadas, por fim, dará origem ao primeiro livro em QRCodes do mundo: "Instantes de amor e ódio", que só poderá ser adquirido no site da Editoras online. A ideia é que o livro seja reimpresso periodicamente.

Para participar do projeto, basta seguir o usuário @caos_euconcordo no Twitter ou acessar o site Amor e Ódio.

O vídeo abaixo demonstra a mecânica do projeto que, inclusive, concorre em Cannes esse ano.



Não importa o produto ou ramo de atividade; o importante é se diferenciar da concorrência, e as ferramentas de design são bastante indicadas nesse processo de inovação das marcas.

Confira abaixo alguns exemplos, no mínimo, inusitados, que atestam essa tendência:

- Começamos pelos extintores de incêndio da marca Fire Design. Você pode escolher entre dezenas de opções no site, mas se não encontrar uma que agrade, a fabricante faz o desenho de acordo com o seu gosto. Em cores vibrantes, metalizadas, com grafismos, frases, desenhos, enfim, com uma série de combinações possíveis, cada extintor é um verdadeiro objeto decorativo. Custam a partir de 65 euros;



- O ucraniano Andrey Shch é o tipo de cara que faz arte em um simples guardanapo enquanto conversa com você sobre o que vai comer no almoço;


- E quem disse que as embalagens de mortadela devem ter o mesmo design gráfico sem nenhum atrativo? Pensando nisso a empresa alimentícia russa Dymov, especializada em embutidos, desenvolveu junto com o estúdio criativo Firma embalagens diferenciadas e com muito estilo, possibilitado assim decorar a sua cozinha;



- Entre donos de veículos que tem o estepe na parte traseira externa, como Fiat Idea Adventure, Volkswagen Crossfox, Chevrolet Tracker, Ford Ecosport e Mitsubishi Pajero Full, entre outros, a novidade agora é rodar por aí com capas de estepe com estampas exclusivas.

Lojas de autopeças e acessórios para carros, como a Jocar e a Adventure Bag, por exemplo, disponibilizam dezenas de estampas a um preço médio de R$ 70,00.

18 de jun de 2009


Controlado por algumas das mais renomadas rádios independentes dos Estados Unidos, como a WFMU (Jersey), KEXP (Seattle) e KBOO (Portland), o Free Music Archive (FMA) dá acesso público para diversas músicas raras, ao vivo e material de novas bandas.

Todas as músicas foram especialmente preparadas para download e remixagem por uma licença Creative Commons, o que garante total liberdade dos usuários que quiserem criar seus próprios projetos e mixagens com o uso de músicas já existentes no site. Não é necessário registro para download e a falta de anúncios publicitários torna a experiência de uso do site bastante amistosa.

O FMA, ainda em versão beta, já conta com 5 mil músicas separadas por estilo - todas disponíveis para audição antes do download.
A fabricante de eletroeletrônicos LG encontrou uma forma bem inusitada para divulgar sua nova linha de refrigeradores, a Top Mount. Numa página do Twitter, a fabricante lançou uma campanha que oferece um prato de comida para o primeiro internauta que enviar uma mensagem solicitando a refeição.

Usando a imagem de uma geladeira com quatro câmeras internas, a LG mostra diariamente 10 refeições diferentes. Ao longo do dia, um desses kits fica exposto em uma das câmeras. Ganha quem enviar a primeira mensagem. A fabricante se encarrega da entrega, desde que o vencedor more em São Paulo.

Seguindo a tendência da Web 2.0, onde o lema é compartilhar informações, o Ravelry desponta como o Orkut das tricoteiras e crocheteiras. Trata-se de uma comunidade online que já reúne 360 mil amantes das linhas e agulhas.

As usuárias podem mostrar suas criações e também postar a receita (pattern) da sua obra. Assim, todas que gostarem do resultado final também podem fazer uma peça similar. Algumas das patterns, no entanto, precisam ser pagas para ser acessadas.

O cadastro é gratuito, basta informar o email e esperar por uma autorização de acesso.

17 de jun de 2009


Com um tom bem ousado, a agência carioca DsOne Club transformou o seu portfolio em um grande bordel online. Logo ao entrar na primeira página você já é surpreendido com as seguintes perguntas: “Você é ousado e gosta de entrar com tudo?” e “Você é dominadora e gosta de estar por cima?”. Opções que nos levam para a versão masculina e feminina do site, que apresentam características distintas dos mesmos serviços.



Claro que toda esta apresentação não valeria a pena se não houvesse trabalhos de qualidade no portfolio, que entre os diversos cases, conta com ações como a viralização da série 9mm, da Fox, e parte da campanha do filme Batman: O cavaleiro das trevas.

Vale a pena entrar, conhecer os serviços mais ousados e de tabela deixar seus seus amigos(as) achando que você está acessando um site pornô em plena hora do expediente.

(via ComLimão)

16 de jun de 2009

Um passeio em alta velocidade por Paris no ano de 1976 às 5:30. Esse é o curta C'était un rendez-vous de Claude Lelouch. Nenhuma rua foi fechada para a filmagem e Lelouch foi bastante criticado pela negligência ao colocar em risco a vida de pedestres e motoristas. O diretor chegou a ser preso após a primeira exibição e o filme foi proibido, passando a circular apenas no meio underground. Há várias especulações acerca desse filme. Dizem que o carro usado foi uma Ferrari 275 GTB pilotada por um amigo do diretor que era piloto de fórmula 1 e que em certos trechos o carro chegou a 324Km/h. A forma arriscada como foi filmado, os inúmeros rumores, a proibição e a escassez de vídeo tapes deixou o filme com um status cult. Confira abaixo os quase nove minutos de que estamos falando.




Agora se você quiser deixar a parte romântica de lado, saiba que o carro usado foi uma Mercedes-Benz 450SEL 6.9, e que o carro não passou de 200Km/h. De qualquer forma o curta é emocionante e proporciona uma viagem ao tempo de volta ao ano de 1976 pelas ruas de Paris de forma única. Clique aqui para ver o trajeto realizado.

(via Idearium)

João Brasil, o Mestre dos Mashups, acaba de criar o “Axé Tech Mashup”, talvez o primeiro da História a misturar Ramones, Britney Spears e Calypso. Sensacional!

(via POPSCENE!)

A Pixelcase é uma empresa australiana especializada em virtual tours. No início do mês de maio, a empresa começou a ser alvo de todas as atenções quando colocou online a sua primeira virtual tour aérea e fez de Nova Iorque a cidade escolhida. A estratégia que tinha como intenção levar a Pixelcase a voos bem mais altos mereceu destaque e atenções da NBC.

Aproveitando a repercussão, a Pixelcase lançou mais duas vistas aéreas da cidade de Nova Iorque, através do precioso auxílio de um helicóptero controlado remotamente. Central Park, Brooklyn Bridge, Times Square, Empire State Building, Chrysler Building, Govenors Island e a 6th Avenue perfazem a lista de pontos de observação que se pode usufruir.

Veja abaixo uma pequena amostra de uma das viagens aéreas pela Big Apple




(Dica do 2.0 WebMania)