29 de jun de 2011

Um sapo com seu nome... Interessa?

Com um lance mínimo de R$ 7 mil, uma espécie de sapo recém-descoberta na Ilha de Madagáscar, na África — e provisoriamente apelidada de Boophis sand — pode ganhar um nome científico que homenageie alguém ou algo de que você goste. Assim foi com a Moraea vuvuzela, planta sul-africana descoberta em 2003 e catalogada ano passado com um nome em homenagem à infame corneta da Copa 2010.


O direito de batismo foi comprado das mãos da organização não-governamental alemã Biopat, que está à frente de um curioso mercado: comércio de nomes científicos de espécies de plantas e animais recém-descobertas. A ONG funciona como um grande catálogo e todo o dinheiro arrecadado é revertido para pesquisas. Cientistas e pesquisadores, ao descobrirem uma nova espécie, detalham as características do ser vivo no site biopat.de e interessados pagam para ter o direito de escolha do nome.


As espécies mais procuradas são as borboletas e orquídeas, que custam até R$ 16 mil. O menor preço disponível, R$ 6 mil, compra o batismo de uma barata descoberta ano passado na África. Atenção, porém, ao fazer a compra, pois o cliente precisa explicar quem é o homenageado. “Não se pode colocar o nome da sogra em uma espécie de aranha, por exemplo”, diz Claus Baetke, da Biopat.

Em 11 anos, a Biopat teve 131 batismos patrocinados, mas o mercado é promissor. Estima-se que apenas um décimo de todas as espécies do planeta, 1,8 milhão de bichos e plantas, tenham sido catalogadas. 

Com um lance mínimo de R$ 7 mil, uma espécie de sapo recém-descoberta na
Ilha de Madagáscar, na África — e provisoriamente apelidada de Boophis
sand — pode ganhar um nome científico que homenageie alguém ou algo de
que você goste. Assim foi com a Moraea vuvuzela, planta sul-africana
descoberta em 2003 e catalogada ano passado com um nome em homenagem à
infame corneta da Copa 2010.

Chique é cheirar a terra

Cheirinho de carro novo, de grama molhada, de terra, tomate... Algumas fragrâncias nos marcam, nos trazem lembranças. Inspiradas nesses aromas cotidianos que remetem a momentos intensos, relaxantes ou excitantes, a marca americana Demeter Fragrance Library vem conquistando muita gente.



Segundo os criadores, usar perfumes clássicos é como ter um armário cheio de limpas roupas de gala, para a noite. Mas o que vestir no cotidiano? Dirt, por exemplo, a colônia preferida de Clnt Eastwood, Sharon Stone e Kate Moss, remete ao cheiro de terra das fazendas da Pensilvânia, segundo Mark Crames, CEO da marca - preciso contar essa para o meu tio lá de Barbacena...



Enfim, os pequenos frascos (120 mililitros) custam 40 doletas e armazenam aromas de neve, biscoito de chocolate, martini, talco de bebê, sushi e lápis de cor, além dos sugestivos 'Sex on the beach' e 'Between the sheets', que se apresentam quase como um Viagra natural. Para saber mais ou adquirir algum exemplar, clique aqui

27 de jun de 2011

On the Road para iPad

O clássico On the Road, de Jack Kerouac, acaba de ganhar uma edição “ampliada” e com vários extras para iPad.


Vendido como um aplicativo por 13 dólares (preço promocional válido até 5/7; depois sobe para salgados US$17), a versão digital da obra marcante da Geração Beat traz o texto integral (em inglês) mais diversas notas históricas, fotos inéditas e até gravações do autor lendo trechos da obra e documentos até então inéditos.

O grande barato do “livro aplicativo”, na minha opinião, são os mapas interativos com três opções de rotas possíveis para os leitores mais aficcionados que quiserem repetir a clássica road trip dos personagens Sal e Dean. Confira o teaser:



Paixão por Futebol

Zoran Lucić é um designer bósnio com uma paixão por futebol e um talento natural para a ilustração. A combinação destes dois fatores resultou na criação da série de posters abaixo. Gênio!
(via Zoomzine)


26 de jun de 2011

O excesso de café pode lhe fazer ver coisas...

Cafeka é uma animação inspirada na obra de Kafka, criada por um estúdio brasileiro chamado Alopra. A produção levou mais de um ano, graças ao trabalho gigantesco de desenhar em cada um dos copos em pontilhismo. Ao todo, são cerca de 600 frames, animados um a um. Coisa de Louco!



22 de jun de 2011

O Facebook virou uma planilha de Excel

Genial esse aplicativo lançado pela Diesel. Ele liga-se à conta do Facebook, permitindo que o usuário possa atualizar seu status, comentar outros posts e até trocar mensagens instantâneas com seus amigos, tudo a partir de uma página que parece uma planilha de Excel.

Chamada de Be Stupid At Work, a ação dá uma cutucada naquelas empresas que acham que as redes sociais afetam a produtividade de seus empregados. O vídeo mostra melhor como funciona:



21 de jun de 2011

Tecnologia de ponta contra a asma

Sofro de asma desde os 7 anos e, desde então, carrego minha bombinha para todo canto. Não tem jeito. Já me acostumei com isso e noto que, infelizmente, trata-se de um mal de proporções enormes e crescentes, sobretudo em decorrência da péssima qualidade do ar que respiramos.


Diante desse contexto, não poderia me furtar a divulgar aqui um projeto muito bacana que tomei conhecimento em uma palestra proferida pelo dudex, que assisti recentente. Trata-se do Spiroscout, um inalador com GPS e Wi-Fi embutido, desenvolvido pela empresa Asthmapolis.


O grande barato é que o Spiroscout armazena seus dados cada vez que você tem que usá-lo e os compara com dados de outras pessoas. Ao ser conectado por USB a um PC, ele permite que você comece a gerar um mapa dos lugares que mais afetam a asma, permitindo que outras pessoas possam evitá-los. O inalador também armazena informações sobre o momento exato em que foi utilizado, expondo os momentos do cotidiano que tendem a desencadear um ataque de asma com mais frequência.

Resultado de uma pesquisa de quase dois anos do Dr. David Van Sickle, cientista da Universidade de Wisconsin-Madison, o aparelhinho pretende auxiliar médicos e epidemiologistas no acompanhamento dos pacientes.

O site do produto anunciou que interessados podem se inscrever para receber uma versão teste do aplicativo do Asthmapolis (por enquanto apenas para os Estados Unidos) e reservar o Spiroscout, que ainda não está à venda. O vídeo abaixo, contudo, mostra como tudo vai funcionar, em detalhes:

Turntable.fm inaugura a nova era da discotecagem


conhecido por aí como o Instagr.am da música, o Turntable é a nova onda do Vale do Silício. Nele, você dá expediente como DJ em uma festa virtual, e os seus convidados definem o que vai ser tocado e quem deve continuar escolhendo as próximas músicas.

O usuário pode escolher por entrar em alguma das salas já existentes (a maior parte dividida por gêneros musicais, temas ou de acordo com o local em que seus DJs estão, como uma determinada empresa, por exemplo) ou criar a sua própria. Em cada sala, até cinco DJs escolhem e tocam as músicas alternadamente e eles, assim como os ouvintes, podem votar se gostaram ou não da música tocada.


Votos positivos representam pontos para o DJ e de acordo com a porcentagem de votos negativos a música pode ser interrompida, cedendo o controle para outro DJ. Uma curiosidade é que a sala Coding soundtrack (sempre com muitos usuários/ouvintes) reúne vários programadores do Vale do Silício e até mesmo Mark Zuckerberg, criador do Facebook, dá as caras por lá.

O visual das salas simula o de um espaço de festas e os DJs ficam posicionados em uma mesa, com os avatares dos ouvintes em frente. Cada vez que alguém "curte" uma música, seu avatar começa a dançar. Novos avatares tornam-se disponíveis à medida que o usuário ganha mais pontos. Ou seja, há uma característica de game que vicia ainda mais o usuário e o estimula a usar a criação de trilhas sonoras como forma de se diferenciar dentro da rede.

As salas funcionam, literalmente, como as antigas salas de bate-papo, abrindo caminho para conversas sobre música e interação entre os participantes. Caso você goste muito de um DJ, pode tornar-se fã dele e receber um aviso todas as vezes que ele começar a tocar no Turntable novamente.

Trata-se, enfim, de uma mixtape ao vivo, cheia de ferramentas sociais, acúmulo de pontos, etc. Por enquanto só dá pra logar através do Facebook Connect e se algum amigo seu já tiver logado.

Nem saiu do forno ainda, mas uma coisa é certa: esse troço vai explodir.

19 de jun de 2011

Arte com Arame

Fiquei besta com a arte do americano Terry Border. Usando basicamente pedaços de arame, ele transforma simples objetos em elementos com vida. Confira abaixo algumas de suas criações que fazem parte da série Bent Objects. Gênio!!!