30 de ago de 2011

A Fantástica Boutique de Chocolates de Katrina Markoff

A marca Vosges Haut Chocolat, uma verdadeira boutique de chocolates finos e exóticos criada em 1998 em San Francisco, é uma mosca branca de fato e de direito!


Hoje com lojas em Nova York, Chicago e Las Vegas, a Vosges se tornou uma referência daquilo que se convencionou chamar de comunicação por atitude, ou seja, consegue de maneira primorosa conectar e engajar clientes e consumidores por meio de experiências emocionais.


Formada pelo Le Cordon Bleu, Katrina Markoff, idealizadora da marca, foi nomeada em 2005 pela revista Inc. uma das mais fascinantes empresárias do mundo e, em 2008, a American Express e a Revista Entrepreneur a premiaram como a Mulher do Ano.


Ao usar ingredientes exóticos - de wasabi, anis, canela do Ceilão, pó de ancho chileno e até bacon com sal defumado - em seus chocolates trufados, Markoff permite que seus clientes saboreiem e experimentem partes diferentes do mundo.


Sua barra de chocolate Black Pearl Exotic, por exemplo, entrelaça uma combinação de gengibre, wasabi e sementes de gergelim pretas, misturadas com chocolate escuro que conduzem o experimentador por uma jornada de sabores que evocam o Japão. Comer uma dessas barras exóticas já é uma experiência, mas, se você comer uma enquanto estiver em uma loja da Vosges, um funcionário irá lhe contar a história inteira da viagem de Katrina pelo Japão e sua imersão nos sabores.


Outra grande sacada da Vosges foi a reinvenção do Xocatyl - maneira pela qual os astecas consumiam chocolate nos séculos XV e XVI: uma infusão das sementes de cacau trituradas com pimentas vermelhas, favas de baunilha, canela e engrossado com uma espécie de maisena. Para os astecas, a mistura possuía atributos afrodisíacos, e segundo a lenda, Montezuma, um dos últimos imperadores astecas, chegava a beber o Xocatyl cinqüenta vezes por dia em uma taça de ouro.  Renomeado como Aztec Elixir, a receita atual inclui leite, açúcar e creme, além dos ingredientes usados pelos astecas. O preparado vem em uma caixa com quatro sachês, o que rende doze porções individuais.  

A última de Katrina - que confesso ter sido, na minha modesta opinião, sua ideia mais impressionante - é o lançamento da caixa Groove Truffle, que inaugura o que se pode chamar de linha de 'trufas musicais'. Em uma embalagem desenvolvida pela designer Marian Bantjes, os chocolates vem acompanhados por um cd ou vinil de um determinado gênero de música americano e um livrinho falando sobre ele. E onde entram as trufas? Elas são feitas com ingredientes típicos da época em questão, para serem saboreadas enquanto as músicas tocam, permitindo literalmente se sentir os sabores de determinada era e estilo.
São 12 gêneros contemplados que vão do funk, disco e blues até o hip hop. As caixas serão lançadas oficialmente em outubro e ficam disponíveis para a venda até o final do ano. Sensacional, não?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário