9 de fev de 2009


- Megan Petrus, 27 anos, se deu conta da crise econômica quando seu namorado, operador de derivativos financeiros de um grande banco, se mostrou mais preocupado em ajudar um colega demitido do que em consolá-la depois que o pai dela sofreu um ataque cardíaco;

- Christine Cameron percebeu que a recessão se tornara real quando seu namorado, um analista financeiro com quem está junto há um ano, se embebedava e sumia todas as vezes que viajavam, e ainda a acusava no dia seguinte de ter sido ela quem havia fugido;

- Dawn Spinner Davis, 26 anos, diz que os gráficos com as tendências de queda começaram a fazer sentido quando o homem com que se casou em meados de novembro, um gestor de fortunas de 28 anos, disse que queria morrer e parou de sair de casa.

Das experiências relatadas acima surgiu em novembro de 2008 o grupo de apoio Namoradas de Banqueiros Anônimos. O objetivo do grupo, que se reúne semanalmente, é ajudar as mulheres a lidarem com o inevitável efeito colateral produzido no relacionamento pelo colapso do sistema financeiro americano.

O grupo criou um blog batizado de Livre de Fiscalização das Feministas, que convida as mulheres a se associarem se a verba para levar uma vida de 'patricinha' foi cortada pela metade e o tratamento VIP nos clubes noturnos quase desapareceu de suas vidas. Perto de 30 mulheres, na faixa dos 25 aos 29 anos, postam regularmente mensagens no site.

Um tema frequente no grupo é a ligação entre a sala da diretoria e o quarto de dormir. "Há aquele tipo de pessoa que tem um péssimo dia no pregão da Bolsa e quer fazer mais sexo", comenta Dawn Spinner. Christine Cameron, por sua vez, diz que os 'Wall Street Boys' simplesmente não conseguem ficar desconectadom das notícias sobre mercado financeiro que recebem em seus Blackberrys ou dos noticiários dos canais Bloomberg e CNBC.

Mas por que elas simplesmente não se separam? "Não se trata apenas de gastar US$200 em um jantar. Eles são machos alfas, ou seja, agressivos, dinâmicos, não aceitam não como resposta, têm e inspiram confiança. Isso cria uma aura em torno deles", afirma, de queixo erguido, Megan Petrus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário