14 de ago de 2013

Reimaginando Lolita

A radical aversão de Vladimir Nabokov a praticamente qualquer tipo de ilustração para a capa das edições de Lolita era bastante conhecida, sobretudo nas duas últimas décadas da sua vida, que corresponderam à sua fama mundial. Motivo principal: ele não queria, em hipótese alguma, a representação de meninas - o que, como podemos ver pela imagem abaixo, foi um recurso usado em 99% dos casos.


"Lolita é ficção da minha imaginação. Quando pensei no tema, não pensei em nenhuma garota especificamente. Na verdade, eu não conheço meninas tão bem, apenas as havia encontrado socialmente ao longo da vida", disse Nabokov em uma entrevista.

Não bastasse, portanto, o desafio de criar uma capa que remetesse a um tema difícil de uma forma leve, inteligente, e ainda sem deixar de ser perturbadora, os ilustradores convidados para o projeto Lolita: The Story of a Cover Girl, ainda tinham esse 'peso' nas costas


Foram 80 craques convidados pelos editores John Bertram e Yuri Leving para a tarefa de reimaginar Lolita sem revelar sua identidade que, a bem da verdade, pertence exclusivamente a cada subconsciente, concorda?

Confira algumas pérolas da obra, disponível na Amazon


Criada por Jamie Keenan


Criada por Barbara deWilde


Criada por Peter Mendelsund


Criada por John Fulbrook III


Criada por Ben Wiseman


Capa criada por Linn Olofsdotter


Capa criada por Michael Bierut


Capa criada por Ellen Lupton

Capa criada por Paula Scher


Capa criada por Andy Pressman

Nenhum comentário:

Postar um comentário