4 de mar de 2013

Cartiê Bressão desnuda a alma carioca - ou pelo menos o que ela poderia ou deveria ser

Tudo começou no carnaval carioca de 2012, quando o publicitário Pedro Garcia resolveu sair fantasiado de Jorge Tadeu, um fotógrafo protagonizado pelo cantor Fábio Jr. na novela Pedra sobre Pedra, de 1992.


“Levei uma câmera de filme por causa da fantasia, e no clima de carnaval acabei encarnando o personagem e perdendo o pudor de abordar pessoas desconhecidas pra tirar foto delas”, explica o criador do fotógrafo  fictício Cartiê Bressão.


Seja no no tumblr, na página do Facebook ou no Instagram, Cartiê Bressão reúne cenas do cotidiano de bairros da cidade do Rio de Janeiro, descaradamente inpirado no trabalho de Henri Cartier Bresson, considerado o “pai do fotojornalismo”. A maioria das imagens também registra pessoas anônimas que têm um momento específico eternizado em um click, porém a pegada é mais satírica e descrita com uma legenda pra lá de irrenverente, publicada em francês mesmo - 'ao pé da letra'.



"O Bressão, de certa maneira, é o Rio que eu idealizava quando morava fora - ele morou em Londres, em Buenos Aires e em São Paulo - as coisas que eu morria de saudades, e que depois de voltar acabaram se mostrando mais legais ainda".

Os registros de Bressão podem ser comprados (aqui) a partir de agora no formato 27cm x 27 cm com impressões limitadas. Belo presente, sobretudo para 'cariocas no exílio'!









(Referência: MadMag)

Nenhum comentário:

Postar um comentário