15 de ago de 2011

JoJo: meio tênis, meio curativo

A marca JoJo, criada pelos belgas Christoph Nagel e Matthieu Vaxelaire, foi bolada em uma viagem para o Brasil em 2008 e deveria ter virado realidade naquele ano aqui mesmo, contudo acabou ganhando vida um ano depois... na China. Não me pergunte por quê, mas não é difícil imaginar...

Mas vamos ao que interessa: os tênis são produzidos lá na China com 100%  de algodão natural e possuem o cadarço em forma de um curativo – o design foi concebido para passar a ideia de que podemos sim, com pequenas atitudes, ajudar a curar o mundo!


A grande sacada, contudo, é o  processo de produção do tênis. O preceito é: Escolher - Agir - Checar. Primeiro, você escolhe qual modelo quer comprar, depois decide uma causa ambiental para apoiar e, por último, você acompanha os resultados. Na primeira opção, para cada par de tênis vendido, uma árvore é plantada na Nigéria. Na outra, você garante água potável por um ano para um habitante de Serra Leoa.

A mensuração do impacto da atitude do consumidor ao adquirir um produto da marca vai muito além da tradicional prestação de contas da maioria dos projetos de terceiro setor espalhados por aí.  “O crescimento de uma árvore nova ou a construção de uma bomba de água demora mais do que um único dia. A Jojo preza por manter o consumidor atualizado através de seu site com as informações mais concretas possíveis (vídeos, depoimentos e até dados da localização da benfeitoria via GPS Google Earth)

O vídeo abaixo explica como tudo funciona: 



Os tênis custam 79 euros, em média, e podem ser comprados no site da marca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário