2 de dez de 2010

Morte e Vida nas Redes Sociais

Transformar o vício do Twitter e do Facebook em algo que possa ajudar as pessoas. Essa é a premissa da campanha “Digital Death”, projeto que acaba de reunir os famosos com mais seguidores no Twitter e no Facebook para ajudar crianças com HIV.


De forma resumida: celebridades se suicidam da sua vida digital, ou seja, nada de Alicia Keys, Lady Gaga, Justin Timberlake, Serena Williams, Kim Kardashian, Elijah Wood, Jennifer Hudson, Usher nem Katie Holmes.

A ideia é que a síndrome de abstinência de notícia dos famosos leve as pessoas a comprar a vida de seus ídolos de volta. Sim, ela pode ser comprada pela módica quantia de U$1.000.000. Até lá, nada de tweets de Lady Gaga ou fotos no Facebook da Alicia Keys.

Todo o dinheiro vai para a fundação Keep a Child Alive que combate a Aids na África e Índia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário