7 de set de 2010

O anti-politicamente correto no tabuleiro

 
"Nós tratamos das coisas mais desagradáveis da vida. 
Coisas que não admitem um simples certo ou errado"

A start-up inglesa TerrorBullGames transforma alguns dos problemas mais graves e complexos do mundo moderno em entretenimento, com jogos de tabuleiro que primam pelo sarcasmo.


War on Terror, seu debut no mercado, lançado em 2006, foi aclamado pela crítica e vendeu mais de 12 mil cópias em 38 países em menos de 18 meses. A proposta do jogo não poderia ser mais irônica: "Construa seu Império conquistando campos de petróleo e financiando terroristas para fazerem o trabalho sujo por você ou combatendo os terroristas que você acabou de financiar e que agora ameaçam seu Império". O melhor é que se o seu Império caísse você não saía do jogo, simplesmente virava um terrorista.


Crunch, por sua vez, foi lançado no embalo da crise financeira que assolou a Europa e os Estados Unidos, e colocava o jogador no papel de CEO de um banco global, cuja tarefa era simplesmente fazer 'o que fosse preciso' para garantir uma aposentadoria confortável e luxuosa.


Mais recentemente, a TerrorBullGames vem apostando suas fichas em print-and-play mini-games
que podem ser impressos gratuitamente e, consequentemente, garantem uma disseminação mais rápida. Operation BP - Bullshit Plug, por exemplo, provocou bastante barulho na mídia no começo deste ano. O objetivo do jogo era mentir, tanto quanto fosse possível, para proteger os interesses financeiros da empresa, em meio à gestão do derramamento de óleo de proporções catastróficas no Golfo do México.
  

Nenhum desses jogos, no entanto, ganha, em termos de controvérsia, do Mosqopoly, lançado agora no final de agosto. A premissa é impedir, 'da maneira que for necessária', a construção do centro cultural islâmico planejado para ser erguido na área conhecida como Ground Zero, o ponto exato onde foram destruídas as Torres Gêmeas, em Nova York. Nas palavras da própria empresa,'um jogo estúpido de racismo, histeria, falsidade e intolerância,  perfeito para levar naquelas reuniõezinhas regadas a chá que você certamente já foi convidado'.

Vale a pena dar uma passada no blog e no canal da TerrorBullGames no YouTube e conhecer um pouco mais dessa iniciativa que não hesita em, como eles mesmos se auto-referenciam, 'brincar com a nossa mente!'

Nenhum comentário:

Postar um comentário