16 de abr de 2009

Ninguém se habilita a representar o Yellow Arrow no Brasil?



Fique de olhos bem abertos da próxima vez que passear pelas ruas de alguma cidade fora do país, principalmente nos Estados Unidos. Se você notar pequenas setas amarelas coladas por aí, pode ser obra do Yellow Arrow. O projeto de arte global convida pessoas de todo o mundo a fazerem um cadastro gratuito no seu site e se tornarem multiplicadores da idéia. Membros do projeto recebem um kit de setas adesivas, cada uma delas identificada com um código específico. As setas, auto-adesivas, devem ser usadas para marcar pontos de interesse. Depois que cola uma seta, a pessoa responsável deve enviar um SMS para o número internacional do projeto com o código daquela seta e um pequeno texto descritivo sobre o lugar em que ela foi colada. Depois, qualquer pessoa portando um celular poderá enviar o mesmo código para o número internacional do Yellow Arrow e receber, na tela do seu aparelho, o texto escrito pela pessoa que colou a seta. O objetivo é criar um diálogo direto entre o artista e o espectador - ainda que ambos permaneçam anônimos.



A iniciativa teve origem em 2004, em uma pequena região de Manhattan, e atualmente conta com ações em mais de 35 países e 380 cidades do mundo. O Brasil ainda não participa do projeto que, na América Latina, já contempla monumentos no Chile e no Uruguai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário