19 de fev de 2009

Quem for passar o carnaval no Rio de Janeiro, certamente ouvirá, em algum momento da viagem, o refrão: 'Olha o bisssscoito Globo! Bissscoito Globo: Salgado ou doce!'

O produto que faz tanto sucesso no Rio nasceu na verdade em São Paulo. Milton Ponce Fernandes trabalhava na Padaria Globo, no bairro do Ipiranga, quando resolveu usar a receita do biscoito de polvilho da casa para, junto com três irmãos, criar a própria marca.

O biscoito Globo começou a ser fabricado há 56 anos em uma padaria no bairro de Botafogo, zona sul do Rio. O personagem que enfeita a embalagem, biodegradável e descartável, diga-se de passagem, foi inspirado em um desenho de O Globo, "O bonequinho viu", que há 67 anos ilustra as críticas de cinema do jornal.

Conhecido e divulgado exclusivamente por meio da gritaria dos ambulantes, sua fórmula dá tão certo que nesta época do ano a produção dobra para atender toda a demanda. Chegam a ser fabricados e despejados nas ruas do Rio de Janeiro 30 mil pacotes por dia.

Os biscoitos são feitos sem qualquer produto químico, com uma durabilidade de apenas cinco dias. Mesmo sendo um sucesso absoluto, a marca preserva um estilo caseiro e familiar. Prova disto é que a distribuição é feita exclusivamente por centenas de vendedores ambulantes - nenhum contratado da empresa. Eles compram embalagens com 50 unidade por R$ 16,00 e saem vendendo os saquinhos por R$ 1,00 cada pelos sinais de trânsito e praias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário