15 de jan de 2009

Desde o início dos anos 90 ouvem-se previsões de que a internet revolucionaria o trabalho ao criar um vasto mercado global para os profissionais sem vínculo empregatício. A Elance (http://www.elance.com/) - empresa de serviços on-line de Mountain View, na Califórnia - confiou e apostou tudo na proposta de ser uma plataforma global de trabalhos para freelancers. A companhia, que já tem 50 mil pequenas empresas como clientes, vem crescendo 50% ao ano basicamente intermediando o contato de pequenas organizações que precisam de um determinado projeto e freelancers que buscam oportunidades de trabalho. Funciona assim: a empresa posta no site uma proposta de trabalho e freelancers do mundo inteiro desenvolvem seus projetos. Uma vez acordado o valor e o tempo que será necessário para a conclusão do trabalho, o acerto é feito. A Elance ganha na assinatura e é comissionada por projeto feito (cerca de 5%). Para a empresa contratante é possível monitorar o andamento do projeto e fazer depósitos em garantia até que o trabalho seja recebido.

As possibilidades são imensas e os custos envolvidos normalmente são muito menores. O vendedor de carros Ariel Tehrani, de Nova York, encomendou a brasileiros a criação de seu site de vendas. Por US$ 300, um artista indiano desenhou a bela logomarca de um bebê olhando com curiosidade para as palavras "Baby Fresh Organic Baby Foods" e o papel timbrado da companhia. Jonathan Fleming, agente imobiliário de San Francisco, usa designers gráficos de Portugal, gerenciadores de bancos de dados da Índia e redatores da Hungria em seu blog.
Enfim, uma grande idéia que certamente poderia ser implantada com sucesso por aqui também.

(via CoolTools)

Nenhum comentário:

Postar um comentário