13 de fev de 2013

SpY, um artista que quer acabar com a sua inércia visual

"Eu quero que minhas peças rompam, pelo menos momentaneamente, a inércia que acomete o morador urbano... Elas são pitadas de significado, estrategicamente escondidas para quem quer se surpreender."





Melhor descrição não poderia existir para as intervenções urbanas do espanhol SpY. Seus projetos surgem da observação de componentes urbanos ignorados pela maioria das pessoas para os quais ele incorpora inusitados 'ajustes' a fim de resgatar essa percepção perdida.













 

Nenhum comentário:

Postar um comentário