2 de mar de 2011

Funk carioca invade Paris

O funk carioca invadiu a Maison Européenne de la Photographie, em Paris. A exposição "Rio Baile Funk", em cartaz desde 9 de fevereiro, mostra cerca de 150 imagens, em cores fortes, das noites de baile nas comunidades da cidade brasileira. O responsável é o fotógrafo francês Vincent Rosenblatt.


Vincent Rosenblatt aterrissou pela primeira vez em terras brasileiras em 1999 por conta de um intercâmbio da École Nationale des Beaux-Arts. Logo depois de formado, deu um jeito de se mudar de vez para cá. “Fui irresistivelmente atraído pela vibração dos bailes, que derrubam os alicerces de uma convenção social e minam a ilusão de integração social no Brasil”, revela o francês, que já mora há oito anos no Rio de Janeiro.



Impressionado com a fragmentação social da cidade, com seus muros invisíveis que separam as favelas do asfalto, o fotógrafo decidiu registrar a cena funk carioca. “Logo percebi que eu poderia achar uma forma de ser aceito nos bailes e poder olhá-los mais de perto. Então, desde 2005 venho dedicando centenas de noites sem sono ao mergulho nos bailes, no corpo-a-corpo com o povo funkeiro”. Segundo ele, o baile funk de favela representa o exercício da liberdade de expressão absoluta.


A expo “Rio Baile Funk”, que agora está em Paris, já passou pelo Rio, Brasília e Estocolmo.




 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário