21 de mar de 2011

A fascinante arte da destruição

Primeiro vêm as balas atingindo a gelatina. Depois a mão batendo na pilha de cimento. Quando você chegar nos isqueiros em um liquidificador, você vai perceber que a vida é bem melhor em slow motion.

Esta parece ser a moral de Tempus II, esta celebração das coisas próximas e lentas, filmada com uma Photron SA1.1, por Philip Heron e James Adair.


Nenhum comentário:

Postar um comentário