23 de out de 2010

A onda do upcycling veio para ficar

Upcycling é o termo usado para a reinserção, nos processos produtivos, de materiais que teriam como único destino o lixo, para criar novos produtos. É transformar algo que está no fim de sua vida útil em algo novo, de maior valor, sem precisar passar pelos processos físicos ou químicos da reciclagem. O material é usado tal como ele é.


A proposta ecologicamente correta e de custos reduzidos (afinal, a matéria prima vem do que se tornaria lixo) já está virando uma oportunidade de negócios lucrativa. Que o diga o jovem designer holandês Patrick Schuur, que, entre outras coisas, criou um armário revestido por mais de 900 fitas cassete



Em um legítimo upcycling da melhor qualidade, a Speedo fechou uma parceria com a grife inglesa From Somewhere, famosa pela postura eco-friendly.  O plano é reciclar peças antigas, mas nunca usadas, da marca esportiva, e transformá-las em vestidos fantásticos. Não é por menos que a coleção foi lançada na London Fashion Week.


O reaproveitamento de espaços é outra forma de upcycling bastante em voga. Em Londres e Lisboa, principalmente, o espaço interno de bondes e ônibus vem sendo adotado como espaço de trabalho barato para estilistas, companhias de teatro, produtores de vídeo, organizadores de eventos, arquitetos e afins.


Ancorada na moda dos passeios românticos milionários como sobrevoar os Alpes a bordo de um balão da Virgin ou cruzar a Europa em um moderno trem da Eurostar, a empresa inglesa Worn Again criou, com base nos resíduos dessas viagens mais excêntricas, uma linha de souvenirs bem interessantes.  Os uniformes da tripulação do moderno trem da Eurostar, por exemplo, viraram bolsas, carteiras e meias para celulares. Os mil metros quarados de nylon usados para confeccionar os envelopes de 16 metros de diâmetro dos balões da Virgin, por sua vez, viraram vistosas capas de chuva e bolsas, aproveitando-se o seu potencial de impermeabilização.


Oque fazer com aquela velha fita cassete do Rocky e do Indiana Jones ou com aquele amontoado de fitas antigas de casamento, batizado e festas de aniversário? A blogueira Lo*Que*Sea, do ótimo Todo Siempre Sirve, criou uma mesa para lá de estilosa.

A ISSI, por sua vez, criou uma linha de bolsas e carteiras feitas com o reaproveitamento de mangueiras velhas utilizadas pelos bombeiros.


E o que dizer desse balcão feito de livros antigos na  biblioteca de arquitetura da TU Delft, na Holanda?! Exemplos, enfim, não faltam! Que bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário