11 de dez de 2009

JR, o Artivista

O fotógrafo francês JR é um jovem de 26 anos que escolheu as ruas de várias cidades ao redor do mundo como sua principal galeria e as ocupa para expor suas fotos de alto teor social em dimensões gigantes, como grandes intervenções urbanas. Auto-intitulado um Artivista (artista+ativista), JR realiza retratos sempre relacionados a temas como: engajamento social, liberdade e identidade.


A ideia por trás do seu trabalho é simples: retratar personagens que moram em áreas de conflito destacadas pela mídia e tentar mostrar o outro lado. Além do Morro da Providência, no Rio de Janeiro, o artista já passou pelo Sudão, Serra Leoa, Quênia, Libéria, Índia, Camboja, Laos e Marrocos.

O fotógrafo viaja com o dinheiro da venda de suas fotos - este ano, uma delas atingiu 26.250 libras num leilão da Sotheby's, em Londres. Sua proposta é fotografar rostos e imprimi-los em lambe-lambes de grandes dimensões, desconstruindo estereótipos. O objetivo secundário, mas não menos importante, é criar em lugares onde não existe arte.

Assista abaixo um vídeo gravado em abril deste ano, quando o artista veio ao país para a inauguração da Casa Amarela, o primeiro Centro Cultural do Morro da Providência, onde, em 2008, JR realizou a intervenção conhecida como '28 milímetros - Mulheres'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário