21 de jul de 2009

Olha que Deus tá vendo!


Para divulgar uma série adolescente chamada DEUS (onde um programa de computador com inteligência artificial começa a controlar a mente das pessoas), a McCann Erickson de Israel criou um hotsite onde os jovens se cadastrariam para ir à premiere do seriado e conhecer as estrelas do show. Até aí nada de mais, nada de novo.

Só que ao fazer o cadastro nesse hotsite, um cookie armazenava todos os dados inseridos no computador. Com todas as informações sobre quem você é, o que você gosta e faz, além dos dados dos seus colegas - porque também tinha aquele famoso "envie para um amigo" - a agência colocou em prática sua proposta de divulgação.

Dias mais tarde, quando acessava a internet, o adolescente via mensagens pessoais nos banners dos sites. Algo do tipo "Fulano de tal, visitei seu blog hoje. Achei muito interessante" ou "A banda que você toca com seus amigos Beltrano e Sicrano é muito boa".

Como era de se esperar, todos se desesperaram e começaram a chover milhares de e-mail de alerta sobre algum hacker perigoso à solta.

Dá para imaginar o espanto das pessoas quando, uma semana depois, apareceu outro banner personalizado com a mensagem "Oi Fulano, lembra de mim? Eu sei tudo sobre você e está na hora de você saber tudo sobre mim. OIXT. Sabe tudo sobre você. Somente no Yes Sattelite (o nome da emissora)". Foi revelado então que tudo não passou de uma ação de buzz marketing para a nova série DEUS.

O alívio dos adolescentes e de seus pais só não foi maior que o resultado da campanha. O buzz e a mídia espontânea em sites, blogs e programas de televisão fizeram o seriado bater recordes de audiência na sua estréia.

Veja o video do case.



Nenhum comentário:

Postar um comentário