13 de abr de 2009

Ataque Libriano

por Fernando Targa


TOP 5 - Filho de peixe, peixinho... não é

Vocês conhecem uma cantora nova chamada Lauren Harris? Ela tem 25 anos, lançou seu primeiro álbum há pouco tempo e já tem uma considerada experiência em festivais de rock pelo mundo. O estilo dela lembra muito a Avril Lavigne, apesar de ter uma atitude mais rocker do que a doce e marrentinha canadense. Ao contrário da estrela pop, Lauren ainda tem muita lenha pra queimar, mesmo porque já tem lugar cativo como banda de abertura de um dos maiores fenômenos da história do metal.

E então, não ascendeu nenhuma luzinha? Ainda não descobriram de quem estou falando? Ok ok, vou dar as últimas dicas: ela carrega no nome a fama de um dos melhores instrumentistas do rock pesado e já tocou com a sua banda no Brasil, abrindo o show da banda de seu pai, Steve... Lauren Harris é nada mais, nada menos, do que a filha do baixista Steve Harris, do Iron Maiden.

A Donzela de Ferro esteve no Brasil recentemente e tocou para messiânicos 60 mil fãs, recorde de público de toda a carreira dos ingleses. Antes do desfile de hits que causou comoção em todos os headbangers presentes ao Autódromo de Interlagos no dia 15 do mês passado, Lauren e sua banda tocaram e pularam por pouco menos de uma hora, mas não chegaram a empolgar nem parte do público.


O universo pop conhece várias “Laurens”. Bom, pelo menos ela ainda tem chance de evoluir e encontrar um estilo próprio para espantar o total ostracismo que tantos outros vivem, depois de desfrutarem seus “15 minutos (ou segundos...)” de fama. Esse é o caso dos 5 fracassados abaixo. Sem nenhum tipo de preconceito, apresento meus 5 maiores exemplos de que nem sempre “filho de peixe, peixinho é...”. Se cuida, Lauren !!

Julian Lennon

Filho mais velho do famoso beatle, Julian até teve uma música composta em sua homenagem. “Hey Jude” é uma canção escrita por Paul McCartney, que queria consolar o pobre garoto em meio à separação de seus pais. Parece que a obra prima não adiantou muito... Julian tem 5 álbuns lançados na carreira e, apesar de ter semelhança física enorme com o pai (é até um pouquinho mais bonito que John), só emplacou um hit: “Too late for goodbyes”. Se é que podemos chamá-la de hit...

Kelly Osbourne

Filha de Ozzy e Sharon, a garota de 25 anos não criou fama como cantora. Apesar de já ter 3 álbuns no “currículo”. Kelly teve sua “excelente” participação no reality show “The Osbournes” reconhecida pelo público, lançando a moça ao estrelato. Chegou a fazer sucesso nas paradas de música com o single “Shut up”, com a cover de “Papa Don’t Preach” da Madonna e a regravação do clássico “Changes” do Black Sabbath, com participação especial do próprio Ozzy. Mas...

Jacob Dylan

Outro esboço de cantor e compositor, foi líder da semi-extinta banda “The Wallflowers”, dona de hits momentâneos como “One Headlight”, “6th Avenue Heartache” e “The Difference”, todas do primeiro álbum “Bringing Down the Horses”. Gravou uma cover para “Heroes”, clássico de David Bowie, incluída na trilha sonora do filme Godzilla. Atualmente, está em carreira solo com álbum lançado no ano passado, recheado de músicas acústicas, no estilo folk bem parecido com aquele que consagrou seu pai, Robert Zimmermann. Não é que eu esteja de má vontade, porém...

SNZ

Filhas da cantora baiana Baby “do Brasil” Consuelo com o grande guitarrista Pepeu “masculino/feminino” Gomes, Sarah Sheeva, Nãna Shara e Zabelê resolveram investir na carreira “Spice Girl” em 2001, com muita produção, alguma atitude e infinita falta de talento. Regravaram o hit mela cueca “Nothing’s gonna change my love for you” e, com a saída de Sarah Sheeva um ano após o lançamento do primeiro álbum para investir em carreira solo como cantora evangélica, o então dueto tenta conseguir algum sucesso. Até quando...

Preta Gil

Ela já é veterana e vem de uma casta de nobres brasileiros. Filha do Gilberto e afilhada da Gal, a cantora se lançou na carreira artística em 2003, com o lançamento de “Preta-à-Porter” e o envolvimento em inúmeras polêmicas. Desbocada, Preta já tem mais passagens por colunas de fofocas do que por estúdios de gravação. A também atriz parece estar sempre em evidência e aproveitou 2009 para lançar seu bloco de carnaval “A coisa tá Preta”, no Rio de Janeiro. E... nada!!

Mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário