16 de mar de 2009


Na era da Internet e da comunicação móvel, será que alguém ainda envia cartões postais? Sim, e como!

Para quem não conhece, o Postcrossing é um site que permite a troca de postais entre pessoas dos mais variados pontos do globo, funcionando de uma maneira parecida com o movimento Bookcrossing, que por sua vez, estimula a troca de livros. Foi criado em 2005 e gera nada menos do que 4 mil postais a cada dia, o que equivale a cerca de três a cada minuto. O website, que combina características offline e online, tem mais de 82 mil usuários cativos de 192 países.

Criado por Paulo Magalhães, um jovem estudante português, este projeto, que acabou de atingir a marca de 2 milhões de postais enviados, tem o objetivo de permitir a qualquer pessoa receber postais de todo o mundo, gratuitamente. Ou quase. A regra base é: apenas se enviar um postal, irá receber um de volta, de um outro postcrosser em algum lugar do mundo.


Para participar, basta se cadastrar no site e fazer o pedido de um endereço, escolhido aleatoriamente pelo sistema, e enviar-lhe o cartão escolhido com a mensagem que considerar mais apropriada - você pode se basear no perfil que o usuário disponibiliza no Postcrossing com seus gostos e afinidades. Depois disso, é só esperar que os bons ventos passem por sua caixa de correio trazendo notícias de lugares imprevisíveis.

Cada postal vai com um código que deve ser inserido no site pelo receptor. Assim que ele o fizer, você estará apto a receber o seu, seja lá de quem e de onde for. Depois, se você quiser, pode escanear e disponibilizar na galeria do site a imagem do postal que você recebeu.

Uma forma realmente interessante de conhecer novas pessoas e, principalmente, viajar pelo mundo através de imagens, palavras e sentidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário